SECRETARIA DA JUVENTUDE PROMOVE FESTIVAL DE DANÇA COM SUCESSO




















Na noite de
ontem aconteceu o primeiro Festival de Dança realizado pela Secretaria Municipal
de Juventude da prefeitura de Valença. As apresentações aconteceram na Praça Ademar
Guimarães, conhecida por Jardim Velho, em frente à recreativa.

Com a praça totalmente
lotada, mesmo com dois outros eventos na cidade, cerca de doze grupos de dança
de cidades do interior baiano apresentaram lindas performances que deixaram o
público completamente encantado.



O evento começou
com o show do cantor de Santo Antônio de Jesus Léo Montese, após, seguiram as
performances dos inscritos de várias cidades da Bahia.  De Valença, se apresentaram quatro grupos, as
demais participações vieram de várias cidades vizinhas como Santo Antônio de
Jesus e mais distante como Maracás cidade do centro sul baiano.






Nas performances
foi possível ver de tudo, os participantes de Valença brilharam. Puderam ser
vistas apresentações com isolamentos, dança robótica, dança solo, Padd e muita
coreografia com pagodão, todas muito bem elaboradas. Entre a diversidade coreográfica,
uma apresentação chamou muito atenção do público ali presente por se tratar de
um rito africano com direito a painel com Nelson Mandela, estiveram lindos.



A cada
apresentação o publico pôde conhecer direções diferentes, musicalidades
clássico/moderno, um dos grupos de Santo Antônio de Jesus trouxe uma valsa rock
e deixou os espectadores maravilhados. De forma completamente inusitada, chegou
ao palco o grupo Maracás, vencedor do concurso, o qual trouxe um xaxado pós-moderno
digno de uma companhia de dança profissional e acabou empurrando a valsa rock
para o segundo lugar, mas Santo Antônio de Jesus não veio para brincar e
apresentou uma turma de crianças com idades entre 8 e 12 anos e dançou um pop
rock de forma tão linda que os jurados não resistiram e deram a elas o 3º lugar
no concurso.

A iniciativa da
secretária Jessica Brandão, com o apoio da Prefeitura Municipal de Valença,
mostrou que a cultura apesar de não ter o apoio merecido, é teimosa e cisma em
seguir em frente. E o público, maior beneficiado, teve a oportunidade de
assistir de forma gratuita performances de jovens que mais pareciam
profissionais.



A premiação
ainda ficou aquém do merecido pelos vencedores, a Prefeitura poderia se
esforçar para dobrar o valor do prêmio desse ano e garantir um montante melhor
aos premiados.


O que fica desse
festival é a coragem e competência dessa jovem secretária e a oportunidade dos
trabalhadores da cultura mostrar seus talentos pela Bahia afora como foi o caso
dos vencedores de Maracás e dos participantes de outras cidades que estiveram
em Valença ontem.






 

 

 

1 comentário
  1. Chico Nascimento Diz

    O Festival foi muito bom, eu só acrescentaria a prefeitura buscar apoio para melhorar o valor da premiação. Reconheço a importância do evento e a qualidade dessa reportagem! Parabéns Irene Doris!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.