LULA É PREMIADO PELA MAIOR CENTRAL SINDICAL DOS EUA E CANADÁ

274 com
Instituto Lula – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta
quinta-feira (14) o Prêmio de Direitos Humanos George Meany-Lane Kirkland 2019.
A homenagem foi concedida pela Federação Americana do Trabalho e Congresso de
Organizações Industriais (AFL-CIO), a maior central operária dos Estados Unidos
e Canadá. O prêmio leva o nome de George Meany-Lane Kirkland, ex-presidente da
central sindical, e começou a ser entregue no ano de seu falecimento, 1999.
“A AFL-CIO
reconhece as décadas de luta de Lula para avanço dos direitos dos
trabalhadores, fortalecimento da democria brasileira, e sua luta para maior
igualdade e justiça no mundo. As mulheres e homens da AFL-CIO concedem este
prêmio a Lula e prometem continuar na nossa solidariedade com a luta por
justiça e democracia no Brasil e no mundo
No texto em que
explica a escolha, a central denuncia a prisão injusta e sem provas de Lula, e
recorda as conquistas que o Brasil e o povo brasileiro alcançaram durante seus
mandatos.
Mantido como
preso político desde abril de 2018, o ex-presidente Lula é candidato ao Prêmio
Nobel da Paz. Já são mais de 600 mil pessoas que assinaram o manifesto aberto
pelo arquiteto e ativista de direitos humanos Adolfo Pérez Esquivel para que o
ex-presidente seja indicado a receber a premiação. Na primeira fase da
campanha, o ex-presidente conseguiu apoio de todas as categorias, incluindo
chefes de Estados e ganhadores do prêmio em outras edições. Esse tipo de apoio
foi feito direto no site do Comitê Norueguês, organizador do Nobel

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.